Brasil burocrático

Muito se fala a respeito do pouco desenvolvimento brasileiro. Isso se deve única e principalmente às barreiras burocráticas e tributárias que prejudicam e implacam o crescimento individual e financeiro de quem quer subir na vida, seja trabalhando ou poupando, investindo, ou abrindo o seu próprio negócio. A tributação não só empobrece ainda mais, como dificulta um indivíduo de prosperar e conquistar sucesso financeiro.

Quando se trata de abrir negócio o Brasil ocupa um dos últimos lugares do ranking de facilidade de abrir negócios, com 13 procedimentos para se abrir um e uma duração de 119 dias com um custo muito alto por isso. Não tem para onde correr, o sonho de um brasileiro pobre de crescer na vida e prosperar é cada vez mais dificultado pelo leão do governo federal que rouba diretamente não só na área de novos negócios, como também cada etapa de produção de um bem de consumo, encarecendo ao máximo os produtos e redobrando dificuldades de um indivíduo poupar e fazer investimentos futuros.

A importância de um livre mercado não só implica numa facilidade de abrir negócios e prosperar, como também uma possível oportunidade e criação de empregos e geração de riqueza para o país, com um elevado aumento do volume de produção e maior competição, menores preços e maximização da qualidade dos serviços. O Brasileiro tem que começar a tomar consciência da importância do livre mercado para um benefício social e oportunidade genuína de crescimento individual. A verdade é que nosso governo nos quer estagnados e os pobres dependentes de bolsa-esmolas.

Filipe Altamir

About The Author

Vlogueiro do canal "Nota Libertária" e editor do blog.

No Comments