Chaïm Perelman é considerado como um dos maiores filósofos do Direito. A sua originalidade está na vontade de reabilitar a vida do direito, que nasce da controvérsia para o processo. A sua obra de filosofia jurídica, iniciada em 1945, é feita durante quarenta anos e elabora-se em numerosos artigos e livros. A partir das grandes classificações do próprio Perelman procurou-se, neste livro, oferecer uma síntese que restitua à saciedade as diferentes e magníficas contribuições deste autor. Os temas da justiça, as relações do direito e da moral são abordados na primeira parte. Na segunda parte aborda-se a nova racionalidade jurídica, desenvolvida por Perelman, as suas consequências práticas sobre o raciocínio jurídico e sobre os lugares em que se exprime a argumentação no direito. A obra 'Ética e Direito' abre-se a esta dupla preocupação de Perelman que é a de servir a filosofia moral com uma reflexão sobre o direito e de mostrar como o direito se ajusta à realidade sobre os valores morais.


Anarquia Cotidiana

Stefan Molyneux

Clique aqui para ler

As Engrenagens da Liberdade

David D. Friedman

Clique aqui para ler

Teoria do Caos

Robert P. Murphy

Clique aqui para ler

Vícios não são crimes

Lysander Spooner

Clique aqui para ler