Publicado em 6 de janeiro de 2014 | por James Otteson

Dignidade humana e a liberdade de escolher: uma história de amor

Qual é o valor do livre arbítrio e a capacidade de fazer as próprias escolhas? O Prof. James Otteson lembra de uma parábola que seu professor o ensinou no ensino médio.

Se você tivesse a habilidade de fazer uma mulher apaixonar-se por você, você gostaria disso? Você preferiria forçar alguém a se apaixonar por você ou que esta mesma pessoa oferecesse seu amor a você espontaneamente? O Amor espontâneo é muito mais valioso.

Essa estória ilustra uma importante revelação moral: Respeitar as pessoas significa permitir-lhes fazer suas próprias escolhas, mesmo quando você acha que essas escolhas serão ruins. Sem a capacidade de decidir por nós mesmos, nos perdemos um pouco do que nos faz humanos.

Você acha frustrante quando é proibido de tomar suas próprias decisões? O que você faria diferente se as pessoas ou o governo não estivessem lhe impedindo? Você acha que fica melhor ou pior quando suas escolhas são limitadas ou tiradas de você?

Transcrição de Juliano Torres
Tradução de Erick Vasconcelos
Revisão de Adriel Santos Santana
Sincronização de Miguel Serra

Original


Sobre o autor

James Otteson

Dr. James R. Otteson se graduou na Universidade de Notre Drame e conquistou o seu doutrado na Universidade de Chicago. É especialista em história da filosofia moderna, filosofia política, e a história da filosofia econômica.



Voltar ao Topo ↑