Publicado em 4 de junho de 2014 | por Stephen Davies

3 maneiras de pensar a propriedade intelectual

Para ativar as legendas, clique no botão esquerdo ao lado da engrenagem.

O Stop Online Piracy Act (SOPA – Ato pare a pirataria online) criou um rebuliço nos Estados Unidos sobre propriedade intelectual e como ela deve ser entendida. Tentativas de derrubar o website peer-to-peer de compartilhamento de músicas Pirate Bay na Europa levaram a criação de um novo partido político, o Partido Pirata, que teve um surpreendente sucesso eleitoral.

Os debates sobre o SOPA e a Pirate Bay trouxeram a propriedade intelectual ao centro das discussões. Como devemos definir propriedade intelectual? Quais são as implicações das diferentes definições possíveis? Como o debate terminará? O Professor Stephen Davies aborda o tópico, dizendo que o debate tem grandes implicações, e “veremos muito mais disso nos anos que estão por vir.”

Transcrição de Juliano Torres
Tradução de Hugo
Revisão e sincronização de Ivanildo Terceiro

Original

Portal Libertarianismo: “Evoluindo Ideias e Indivíduos.”
www.libertarianismo.org


Sobre o autor

Stephen Davies

Stephen Davies é diretor do setor educacional do Instute of Economic Affairs. Graduou-se na Universidade de St Andrews, na Escócia, em 1976, e ganhou seu doutorado pela mesma instituição em 1984. E autor de vários livros, incluindo Empiricism and History (Palgrave Macmillan, 2003) e foi co-editor com Nigel Ashford do Nigel Ashford of The Dictionary of Conservative and Libertarian Thought (Routledge, 1991).



Voltar ao Topo ↑