suely campos

Publicado em 13 de janeiro de 2015 | por Ivanildo Terceiro

Em uma semana, governadora de Roraima já nomeou 19 parentes

Suely Campos (PP-RR) nunca fez nada exatamente muito relevante na política nacional, na verdade, o seu maior ativo parece ser esposa de Neudo Campos (PP-RR), que há anos domina a política local em Roraima. Eleita em 2014 para um mandato de quatro anos, ela não esperou nem uma semana para colocar dezenove parentes e agregados dentro da folha salarial do governo. Segundo Josias de Souza: “Forneceu contracheques a duas filhas, uma irmã, um irmão, três primos, cinco sobrinhos do marido, o sogro e a sogra da filha… e etcétera.”

Por incrível que pareça, a história ainda consegue ficar mais absurda.

O Ministério Público pediu para que toda a parentada deixasse de fazer peso no bolso do pagador de impostos roraimense. Mas a governadora não se fez de rogada, e afirmou que: “O governo de Roraima espera tratamento isento e igualitário dos órgãos de fiscalização do poder público, considerando que é uma prática comum na história de Roraima a nomeação de pessoas próximas aos gestores para ocupar importantes secretarias”.

Outra prática comum na história de Roraima parece ser a pilhagem de recursos públicos. O marido de Suely, por exemplo, é considerado o político com a ficha mais suja do Brasil (vamos admitir que é um feito e tanto dado a qualidade e o tamanho da concorrência), além de ter sido pego no “Escândalo das Bolachas” e no “Escândalo da Merenda”, e virou manchete nacional ao ser preso preventivamente na Operação Gafanhoto.  A isenção dos órgãos de fiscalização do poder público não falharam e ele continua solto.

 (com informações de Josias de Sousa em seu blog no UOL)


Sobre o autor

Ivanildo Terceiro

#estagiário e moleque insolente do Portal Libertarianismo



Voltar ao Topo ↑