carnaval

Publicado em 21 de janeiro de 2015 | por Roger Scar

Governador da Paraíba corta gastos com carnaval!

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), editou um decreto proibindo a gastança de verbas públicas em festas como carnaval, confraternizações, e outras festividades que fazem parte do calendário comum do Brasil para manter a população adormecida.  Aparentemente, nada mais de “carnaval fora de época”, nem mesmo na época. É importante pensar nisso como um avanço. Só no ano passado o patrocínio estadual ao carnaval custou 1 milhão de reais aos pagadores de impostos paraibanos, e o máximo que pode-se dizer é que esses gastos serviram àqueles que foram para a festa e os que lucraram em torno dela.

O ideal é que isso se estenda a todo o Brasil, o quanto antes. Muito dinheiro público é indevidamente gasto em festivais e coisas do tipo. Frequentemente, artistas renomados recebem verdadeiras fortunas do contribuinte para se apresentarem em festas assim. Este é, provavelmente, um dos modos mais imorais de uso da verba pública, sobretudo em um país como o nosso, onde a política tem servido apenas para causar a escassez e travar o desenvolvimento, deixando milhões de pessoas a mercê de um sistema público de saúde precário, uma segurança de péssima qualidade e uma educação emburrecedora. É um caso clássico de gasto pago por todos, mas de benefícios extremamente privados.

É surpreendente ver um partido populista adotar tal medida. Ideal mesmo seria vê-los reduzindo os próprios salários, aniquilando cabides de emprego e reduzindo ao máximo os próprios gastos com publicidade, assessoria e outras desnecessidades. Mas vamos com uma vitória de cada vez.

(Vimos no blog do Felipe Partury)


Sobre o autor

Roger Scar

Escritor desde os 12 anos. Atencioso, dedicado e ácido. As melhores definições são estas.



Voltar ao Topo ↑