Ciro Gomes

Publicado em 21 de janeiro de 2015 | por Ivanildo Terceiro

Ciro Gomes quer largar o bolso do pagador de impostos

Um dos grandes momentos de Murray N. Rothbard em “Anatomia do Estado” é quando ele resgata as duas formas mutuamente excludentes de adquirir riqueza que o sociólogo alemão Franz Oppenheimer registrou em sua magistral obra The State. Uma é através de trocas voluntárias no mercado, servindo aos outros, ofertando o que você tem e recebendo em troca o que as outras pessoas produziram, Oppenheimer chama esta forma de “meio econômico”. A outra não requer que você seja produtivo, não requer que você pense nos outros, é feita através de forma unilateral, confiscando, parasitando e pilhando o esforço do trabalho alheio,  é o “meio político”.

Ciro Gomes é um claro exemplo de pessoa que sempre viveu no meio político. Sua primeira atividade digna de nota foi participar aos vinte-e-dois anos de uma chapa que perdeu as eleições da UNE.  Em 1980, se filiou ao PDS (anteriormente conhecido como ARENA), em 82 elegeu-se como deputado estadual, pulou para o PMDB e foi reeleito estadual, saiu para o campo tucano em 88 e em 90 ganhou as eleições para governador no Ceará. Em 94, já no fim do seu mandato, foi Ministro da Fazenda por alguns meses, mudando de partido de novo em 96 – desta vez para o PPS, onde concorreu e fracassou duas vezes seguidas tentando ser presidente. Saiu do PPS por discordar da posição do partido em relação ao governo Lula, indo para o PSB, e recebendo um ministério como presente, ficando por lá entre 2003 e 2009.

É incrível como em toda sua carreira, Ciro Gomes nunca participou da atividade produtiva do país. Pelo contrário! Sempre esteve do lado oposto com suas ideias atrasadas colocando mais e mais barreiras para a atividade empreendedora. A discussão em que Tom Palmer dá uma aula no irmão de Cid Gomes sobre livre comércio mostra como o quão Ciro Gomes pode ser perigoso com uma caneta e poder na mão.

O iG informa que Ciro pode estar embarcando em uma empreitada no mundo corporativo. Aos mais íntimos, diria Gomes, uma mudança de rumo realmente pode estar acontecendo.

(vimos no iG)


Sobre o autor

Ivanildo Terceiro

#estagiário e moleque insolente do Portal Libertarianismo



Voltar ao Topo ↑