Cultura & Humor freiheit

Publicado em 3 de janeiro de 2014 | por Juliano Torres

4 filmes alemães que todo libertário deveria assistir

Nota: clicando em cima de cada cartaz é possível baixar o filme em torrent.

 

Cinema alternativo geralmente costuma ser sinônimo de cinema francês e isso inevitavelmente costuma levar a alguma propaganda coletivista não-intencional. Porém, nem tudo que não vem de Hollywood é alternativo e nem tudo alternativo costuma entrar na categoria acima, que é um assunto pra outro texto.


Neste daqui a minha ideia é indicar quatro filmes alemães – a maior parte deles relativamente recente – que me pareceram muito bons do ponto de vista de diversão e que ao mesmo tempo levanta questionamentos interessantes, ou simplesmente mostra alguns fatos que não paramos pra pensar.

 

Das Experiment

Das Experiment_Poster

A ideia do filme é bem simples. Eles simulam na Alemanha do final da década de 90 um experimento que ocorreu de verdade em Harvard, onde pegaram sujeitos aleatórios e dividiram eles em guardas e prisioneiros. A ideia é simplesmente mostrar que pessoas em posições de poder (principalmente monopolísticas) tendem a abusar desse poder e nesse processo criar justificativas para legitimar suas ações brutais. Se o poder corrompe, o poder absoluto corrompe absolutamente.

 

Der Baader Meinhof Komplex

der-baader-meinhof-komplex-681529l

Este filme tenta contar a história do grupo terrorista que colocou a Alemanha quase em caos total na década de 70. O interessante do filme é ver como os grupos revolucionários justificavam as atrocidades cometidas como passos necessários para se atingir a igualdade social. Roubar um banco é algo errado, mas quando o banco é roubado em nome da revolução, ai isso automaticamente se torna algo bom, não demorando ao mesmo raciocínio ser aplicado ao assassinato de humanos. Todo movimento está sujeito a isso, e é importante ficar alerta.

 

Das Leben der Anderen

1000526_nl_das_leben_der_anderen_1310561967828

No Das Leben der Anderen o ritmo do filme é mais lento em comparação aos dois anteriores, mas demonstra quão generalizado era o sistema de vigilância da STASI, que nos remete ao que a NSA vem fazendo nos últimos anos. Como é de se esperar em qualquer situação desse estilo, políticos começam a abusar desse poder para ganhos pessoais. Outro ponto interessante do filme é que ele passa na Alemanha Oriental (que era comunista), e fica bem claro a falta de liberdade de expressão e também como a carreira de alguém dependia muito mais da vontade de um burocrata poderoso do que de quem assistia os espetáculos.

 

Sophie Scholl

sophiescholldvd

E por último o filme que acredito ser o melhor dos quarto. O filme narra a história dos estudantes que tentaram resistir ao Nazismo divulgando ideias de liberdade dentro do movimento estudantil alemão (e na época completamente dominado pelas ideias nazistas). O filme tem diálogos onde pode se notar quase citações literais de pensadores liberais clássicos, remetendo a importante tradição de pensamento liberal alemã, que infelizmente não é muito conhecida aqui no Brasil.



Sobre o autor



Voltar ao Topo ↑