Por Willian R. Thomas

?Filosofia estuda a natureza fundamental da existência, do homem, e da relação do homem com a existência. ...No reino da cognição, as ciências especiais são as árvores, mas a filosofia é o solo no qual torna a floresta possível.? ? Ayn Rand, ?Filosofia, Quem Precisa Disso?? (p. 2)

Uma filosofia é um sistema de ideias compreensivo sobre a natureza humana e a natureza da realidade que nós vivemos. Ela é um guia para o viver, porque suas questões levantadas são básicas e persuasivas, determinando o curso que nós tomamos na vida e como nós tratamos outras pessoas.

Os tópicos que a filosofia trata se desdobram em campos distintos. Os fundamentais são:

  • Metafísica (a teoria da realidade);
  • Epistemologia (a teoria do conhecimento);
  • Ética (a teoria dos valores morais);
  • Política (a teoria dos direitos legais e governo);
  • Estética (a teoria da natureza da arte).

O sistema de ideias mais disseminado que oferece um guia filosófico são religiões como o Budismo, Cristianismo, Judaísmo e Islamismo. Religiões diferem em suas filosofias não nos temas que elas levantam, mas no método que elas usam para levantá-los. Religiões tem suas bases em histórias míticas que datam de antes do descobrimento de métodos de racionalidade explicita de investigação. Muitas religiões hoje em dia apelam para a fé mística e revelação ? modos de crenças que reivindicam validade independente da lógica e do método científico, ao menos para as grandes questões. Mas a maior parte das religiões tem suas origens no pré-racional do que no anti-racional, um conto com questões filosóficas em vez de um com questões científicas.

Em grego, filosofia significa ?amor à sabedoria?. A filosofia é baseada em argumentação racional e apela a fatos. A história das ciências modernas começam com investigações filosóficas, e o método científico de experimentação e prova permanece uma instância da aproximação geral que um filósofo tenta trazer a uma questão: uma que seja lógica e rigorosa. Entretanto, enquanto hoje em dia as ciências focam em investigações especializadas em domínios restritos, as questões levantadas pela filosofia permanecem as mais gerais e mais básicas, as questões que fundamentam as ciências e suportam a base de uma visão de mundo.

A filosofia levanta algumas das questões mais profundas e amplas que existem. Abordar as questões em cada ramo da filosofia requer integrar tudo que alguém conhece sobre a realidade (metafísica) ou humanidade (epistemologia, ética, política e estética). Propor posições sensatas em filosofia é no entanto uma tarefa difícil. Filósofos honestos tem geralmente discordado sobre questões chave, e os desonestos tem sido capazes de colocar suas posições nessa mistura. Por essa razão, não há uma filosofia mundial, como há uma física. Ao invés disso, existem muitas filosofias.

No curso da história, filósofos tem oferecidos sistemas inteiros que tratam de posições em cada ramo da filosofia. Aristotle, o pai da lógica, criou um sistema na antiguidade, ensinando que nós podemos conhecer a realidade de como atingir a felicidade. Em tempos mais modernos, filósofos como John Locke e Immanuel Kant escreveram relatos sistemáticos de seus pensamentos. Os filósofos mais modernos, entretanto, tem se especializado em uma área ou outra dentro da filosofia, embora algumas escolas de filosofia tenham emergido que são pautadas por posições gerais de seus membros em uma variedade de questões e os membros compartilham admiração por uma porção de figuras históricas. Essas escolas incluem o ?pragmatismo?, o ?positivismo lógico? e o ?existencialismo?, mas são pouco conhecidas fora das aulas de filosofia moderna.

Hoje em dia questões filosóficas geralmente entram na vida pública através de movimentos políticos e sociais, alguns religiosos em inspiração, como o ?conservadorismo cristão?, e outros seculares, como o ambientalismo coletivista e o socialismo. As ideias desses movimentos são geralmente chamadas de ideologias. Esse termo, ?ideologia?, é outro nome para o ?sistema de ideias? que nós estamos falando. Como o foco de um movimento ideológico é político, suas crenças políticas tendem a ser arraigadas em concepções compartilhadas da realidade, natureza humana e valores.

Tradução de Juliano Torres.


Anarquia Cotidiana

Stefan Molyneux

Clique aqui para ler

As Engrenagens da Liberdade

David D. Friedman

Clique aqui para ler

Teoria do Caos

Robert P. Murphy

Clique aqui para ler

Vícios não são crimes

Lysander Spooner

Clique aqui para ler